Origem da Sunbonnet

Sunbonnet

Sunbonnet Sue é o nome pelo qual ficou conhecido o popular desenho da bonequinha cujo rosto está sempre escondido por um gorro ou chapéu.

Pela etimologia da palavra SUN = sol, BONNET = chapéu, gorro.
As bonequinhas de rosto coberto também são conhecidas como Menina do Chapéu, Dutch Doll, Bonie Bonnet, SunBonnet Babies, Carmem (menina mexicana/espanhola com chapéu) e o similar masculino é chamado Bill Bonnet.

O desenho da bonequinha do chapéu de sol surgiu pela primeira vez na Inglaterra, em 1867, em livros infantis ilustrado por Kate Greenaway (1846-1901).

Em 1876, na Feira do Centenário da Filadélfia, as bonequinhas foram introduzidas e começaram a se popularizar nos Estados Unidos. Em 1902, Bertha Cobbert, escritora e ilustradora de Minneapolis, publicou o livro “The Sunbonnet Babies” com ilustrações de meninos e meninas com o rosto coberto pelos chapéus. As ilustrações ficaram tão populares que passaram a ser impressas em tecidos, canecas etc.

Em 1915, na cidade de Amboy Minesota, Alice Brown fez o primeiro Sunbonnet quilt para presentear sua neta.

Depois de um tempo esquecidas, as bonequinhas voltaram a aparecer com mais intensidade nos Anos 80, muitas vezes adaptadas para exprimir idéias modernas, sentimentos e aspirações das quilters feministas.

Em 1987, Jean Ray Laury, publicou uma série de “Sunbonnet Sue”, pintando-as em uma série de aventuras e tarefas diárias que despertaram o interesse, o amor e devolvendo a sua popularidade. Nas décadas de 80 e 90 foram criados álbuns de figurinhas e também publicaram livros com modelos em ponto cruz.

No ano 2002 foi comemorado o centenário das Sunbonnets.
Hoje no Brasil e no mundo, ela retorna com sua popularidade em alta, sendo temas de logomarcas, estampa de tecidos, etc…

Fonte: Wikipédia, Biblioteca da Costura

Facebooktwittergoogle_pluspinterestmail